InfoIN

Projeto Nº - 1

InfoIN

Área de Intervenção: Cidadania, Inclusão e Desenvolvimento Social das pessoas Idosas e/ou com deficiência visual.
Proponente: Anibal Duarte Marques
Nº de votos 623

Observando o último plano de desenvolvimento social de Castelo Branco, verificamos que no âmbito da Cidadania, Inclusão e Desenvolvimento Social, existe o reconhecimento da necessidade de intervenção no combate ao isolamento social/ infoexclusão junto das pessoas idosas/seniores e/ou com deficiência.

Entende-se por infoexclusão a impossibilidade de aceder aos novos meios de informação, por falta de conhecimento das novas tecnologias da informação como por exemplo, a internet. Este é um dos fatores exponenciais que tem vindo a agravar o isolamento social.

Apesar de algumas respostas que este município já criou, parece-me que ainda há algo a fazer. E neste sentido, fazendo referência ao Professor Henrique Gil do IPCB, que na sua recente publicação “Cidadania Digital – 65+” reforça a necessidade urgente de iniciativas que combatam a infoexclusão em Castelo Branco. Por esta razão decidi apresentar este projeto que tem como principal foco a Infoinclusão das pessoas Idosas e/ou com deficiência visual.

Assim, a ideia seria criar uma sala multimédia adaptada, que também estaria disponível à comunidade em geral, mas cuja principal utilidade seria a de dar respostas personalizadas a estes dois grupos com características semelhantes, que necessitam de uma formação à medida e adaptada às suas dificuldades e ritmos de aprendizagem.

Esta iniciativa permitirá a promoção de uma maior integração e combate ao isolamento social, que fomentará o bem-estar das pessoas com deficiência visual e/ou com mais de 65 anos.

Para garantir a sustentabilidade deste projeto, esta sala multimédia seria implementada na delegação da Acapo com sede na freguesia de Castelo Branco. Esta delegação dispõe de uma sala que pode ser dedicada a este projeto que pretende ser de continuidade. Esta instituição beneficia ainda de algumas parcerias com entidades públicas e privadas que poderão ser aproveitadas para a concretização deste projeto em termos formativos e logísticos.

Há que referir, que este ano foi celebrado um protocolo com o IPCB que permitiu a realização de atividades no plano de estágios curriculares, no domínio das Tecnologias Multimédia.

Foi elaborado e aplicado um projeto de formação adaptado que contribuiu para ganharmos experiência e comprovar a sua utilidade prática na vida de pessoas infoexcluídas.

A execução de um projeto desta natureza e com qualidade implicará um investimento na formação e no equipamento informático. Em relação a formação temos uma proposta da entidade Competir, certificada pela DGERT, para quatro ações de formação de 35 horas e que dispõem de um formador na área das TIC com experiência adequada ao projeto.

Quanto ao equipamento temos uma proposta orçamental para equipamentos informáticos pela Grincop. O orçamento previsto para a execução deste projeto enquadra-se no limite definido pelo Orçamento Participativo da Freguesia de Castelo Branco.

Como referido anteriormente pretendemos que este projeto seja o ponto de partida para uma resposta de continuidade, ao qual possa ser acrescentado futuramente a realização de formação certificada ao abrigo dos apoios comunitários POISE 2020.

Por fim realço que só conseguiremos colmatar as necessidades sociais atuais se formos promotores do envelhecimento ativo das pessoas com mais de 65 anos e de uma inclusão social plena e participativa das pessoas com deficiência desta freguesia.

Voltar

O Orçamento Participativo em Números

Munícipes
Votantes
31106
Projetos a
Votação
7
Votos
Registados
1278